Nota pública: Fala de Bolsonaro sobre pai de presidente da OAB é inadmissível

30.07.2019

A declaração do presidente da República Jair Bolsonaro sobre o desaparecimento, durante a ditadura militar, do pai de Felipe Santa Cruz, atual Presidente do Conselho Federal da OAB, demonstra mais uma vez o total desapreço do capitão reformado pelo Estado Democrático de Direito.

Fernando Augusto Santa Cruz de Oliveira encontra-se desaparecido desde 1974, depois de ter sido preso no Rio de Janeiro por agentes do DOI-CODI, órgão de repressão do Estado durante o regime militar.

Se de fato o presidente tem informações sobre as circunstâncias do desaparecimento de Fernando Santa Cruz, a sua única obrigação é prestar os devidos esclarecimentos às autoridades competentes.

É inadmissível que um presidente da República trate com tamanho desrespeito a memória de um desaparecido político e de todos aqueles que foram vítimas da violência de Estado. O respeito intransigente por parte das instituições e autoridades ao direito à memória, à verdade e à Justiça é basilar num país que se pretenda democrático.

Não é a primeira vez que isso acontece, e tal atitude é incompatível com o cargo que Jair Bolsonaro ocupa.

O IDDD (Instituto de Defesa do Direito de Defesa) manifesta apoio total e irrestrito ao advogado Felipe Santa Cruz e seus familiares, assim como a todas as vítimas de um dos mais tristes e graves períodos da nossa história. O IDDD permanecerá atento e vigilante na defesa da democracia.

 

 

Imprimir publicação Imprimir publicação