Decreto sobre armas responde demanda legítima de maneira irresponsável

15.01.2019

A Rede Justiça Criminal, um coletivo de oito organizações de direitos humanos brasileiras, criticou duramente o decreto que facilita a posse de armas no Brasil. Para as entidades, o texto assinado na manhã de hoje (15) pelo presidente Jair Bolsonaro “responde de maneira irresponsável e açodada a uma demanda legítima por um país mais seguro”.

A Rede é formada por ONGs como o IDDD (Instituto de Defesa do Direito de Defesa), Instituto Sou da Paz, Conectas e Justiça Global.

Em nota pública, o grupo afirmou que a sociedade brasileira está sendo alvo de uma “manobra argumentativa” e que “é um equívoco pensar que a posse de armas trará segurança à população”.

Leia aqui para ler a íntegra da nota pública.

Imprimir publicação Imprimir publicação